Gigante chinesa Huawei vai voltar a vender smartphones no Brasil

[Atualizado às 17h23 do dia 7 de junho com a confirmação da Positivo]

A chinesa Huawei é a terceira maior fabricante de smartphones do mundo, perdendo apenas para Samsung e Apple. Após uma breve passagem pelo Brasil (quando ainda não era tão popular), a marca está prestes a voltar ao país no setor de celulares.

Um porta-voz da empresa confirmou ao Olhar Digital que a Huawei voltará a comercializar smartphones aqui a partir do começo do segundo semestre de 2018. Mais detalhes sobre o retorno não foram divulgados de forma oficial, mas o site Convergência Digital falou com um executivo da empresa que deu mais informações.

Segundo Adam Ersong, chefe de desenvolvimento de equipamentos da Huawei no Brasil, em entrevista ao Convergência, a marca vai voltar ao Brasil por meio de uma parceria com a Positivo. A empresa brasileira vai importar os aparelhos da chinesa e cuidar da logística de venda e relação com o varejo nacional.

O site também cita o vice-presidente de mobilidade da Positivo, Norberto Maraschin Filho, dizendo que a empresa trará smartphones da linha premium da Huawei ao Brasil. Mas, no "médio-longo prazo", o objetivo da Positivo é de fabricar localmente os smartphones da marca chinesa.

Essas informações não foram confirmadas pela assessoria de imprensa da Huawei, que se limitou a assegurar o retorno e dizer que mais detalhes serão compartilhados em breve. A assessoria de imprensa da Positivo também confirmou o envolvimento, sem mais informações.

Reprodução

A linha premium da Huawei que pode estar a caminho do Brasil inclui modelos como o P20 Pro, celular de câmera tripla que lidera o ranking da DxOMark das melhores câmeras de celular do mundo. Ele também recebeu elogios da mídia especializada e superou concorrentes de peso, como Galaxy S9 e iPhone X, em testes de desempenho.

Histórico da Huawei no Brasil

A Huawei chegou ao Brasil en 2002 e, desde então, mantém presença constante no país atuando no setor de infraestrutura em telecomunicações. O primeiro smartphone Android que a empresa lançou por aqui foi o Ascend G510, que foi fabricado no Brasil e saiu em agosto de 2013.

O mercado brasileiro não recebeu bem a marca, que saiu da disputa apenas um ano depois, com o lançamento do Ascend P7. Nesse meio tempo, a empresa também lançou o primeiro Honor no país, vendido exclusivamente pela internet.

Desde 2014, rumores de que a Huawei tinha interesse em voltar ao Brasil circularam pela imprensa e pelo mercado. O Nexus 6P, um smartphone com Android puro e fabricado pela chinesa em parceria com o Google, chegou a ser homologado perante a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), mas nunca foi vendido.

Agora, espera-se que o retorno seja para valer. A Positivo, suposta parceira da empreitada, já trabalhou como distribuidora de outras marcas de tecnologia de atuação tímida no Brasil, como a Vaio e a também brasileira Quantum, além de produzir smartphones de marca própria.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ